Certificações na área de gerenciamento de projetos

Além das certificações do PMI citadas em nosso post anterior sobre certificações, existem outras certificações em gerenciamento de projetos com reconhecimento internacional, como PRINCE2®, MPM® e IAPM, e iremos falar um pouco sobre cada uma delas.

Certificações PRINCE2®

A PRINCE2® (Projects in a Controlled Environment), que utiliza uma metodologia flexível como um guia para gerenciamento de projetos, engloba elementos de princípios, temas, processos que integrados compõem a metodologia aplicável à projetos mais variados possíveis. O PRINCE2 teve sua origem em uma joint venture criada, em 2013, com o Escritório Oficial do governo do Reino Unidos e a empresa Capita PLC, para desenvolver a melhor metodologia para o gerenciamento de projetos. Dessa joint venture, surgiu a empresa AXELOS que hoje gerencia a implementação da certificação na metodologia PRINCE2.

A metodologia possui sete princípios que são os requisitos orientadores e as boas práticas que determinam se o projeto está realmente sendo gerenciado segundo a metodologia.

  • 1. Justificativa comercial: razão justificável para executar e gerenciar o projeto. Caso contrário, o projeto deve ser fechado.
  • 2. Aprenda com a experiência: as equipes do projeto PRINCE2 devem buscar e aproveitar continuamente as lições aprendidas no projeto anterior.
  • 3. Funções e responsabilidades definidas: a equipe do projeto PRINCE2 deve ter uma estrutura organizacional clara e envolver as pessoas certas nas tarefas em que elas se enquadram.
  • 4. Gerenciar por estágios: os projetos PRINCE2 devem ser planejados, monitorados e controlados estágio por estágio.
  • 5. Gerenciar por exceção: as pessoas que trabalham no projeto devem receber a quantidade certa de autoridade para trabalhar efetivamente no ambiente.
  • 6. Foco nos produtos: os projetos PRINCE2 concentram-se na definição do produto, entrega e requisitos de qualidade.
  • 7. Adaptado para se adequar ao ambiente do projeto: PRINCE2 deve ser adaptado para se adequar ao ambiente, tamanho, complexidade, importância, capacidade e risco do projeto.

Além dos princípios, a metodologia possui sete temas que descrevem aspectos do gerenciamento de projetos a serem abordados em paralelo ao longo do ciclo de vida do projeto. Os sete temas explicam o tratamento específico exigido pelo PRINCE2 para várias disciplinas de gerenciamento de projetos e porque elas são necessárias. A metodologia auxilia os gerentes a aplicar os temas, declarando o requisito mínimo necessário para cada tema e fornecendo orientações específicas sobre como adaptar a determinados tipos de projetos.

  • 1. Negócios: criar e manter um registro da justificativa de negócios para o projeto.
  • 2. Organização: definir as funções e responsabilidades individuais de toda a equipe do projeto.
  • 3. Qualidade: requisitos e medidas de qualidade e como o projeto os entregará.
  • 4. Planos: etapas necessárias para desenvolver os planos e as técnicas PRINCE2 que devem ser usadas.
  • 5. Risco: identificar efetivamente os riscos e oportunidades que podem impactar no projeto.
  • 6. Mudança: avaliação e atuação nas mudanças do projeto.
  • 7. Progresso: viabilidade e desempenho contínuos dos planos e como o projeto deve continuar sendo desenvolvido.

Por fim, a metodologia integra sete processos que descrevem as etapas do ciclo de vida do projeto, desde a ideia inicial até o encerramento do projeto. Cada processo possui uma lista de verificação das atividades recomendadas, responsabilidades relacionadas e orientações sobre como adaptar a um ambiente específico.

  • 1. Começando um projeto
  • 2. Direcionando um projeto
  • 3. Iniciando um projeto
  • 4. Controlando um estágio
  • 5. Gerenciando a entrega do produto
  • 6. Gerenciando limites do estágio
  • 7. Encerrando um projeto

A certificação PRINCE2® possui dois níveis principais, Foundation e Practitioner, além da certificação PRINCE2 Agile®, que inclui as qualificações do PRINCE2 Agile Foundation e PRINCE2 Agile Practitioner.

PRINCE2 Foundation - o Foundation é considerado o nível básico da certificação. Essa certificação tem como objetivo confirmar o conhecimento e entendimento da metodologia de forma suficiente para que ela possa ser empregada, seja com ou como membro de uma equipe de gerenciamento de projetos que trabalha em um ambiente que suporta o PRINCE2. A certificação Foundation é um pré-requisito para a certificação Practitioner.

PRINCE2 Practitioner - essa certificação é indicada para qualquer profissional que atue direta ou indiretamente com a gestão de projetos. O objetivo da certificação profissional é confirmar o entendimento de como aplicar e adaptar o método em vários ambientes e cenários diferentes do projeto.

PRINCE2 Agile Practitioner - essa certificação é indicada para profissionais que requerem orientação específica sobre como adaptar a PRINCE2 a um ambiente ou contexto ágil. O PRINCE2 Agile permite que os profissionais apliquem os princípios de gerenciamento de projetos do PRINCE2, combinando a flexibilidade e a capacidade de resposta de conceitos ágeis, como Scrum e Kanban.

Todas as certificações em PRINCE2 possuem validade de três anos, no final dos quais o profissional poderá realizar novamente o exame. Outra forma de manutenção da certificação é a filiação ao programa My PRINCE2 que requer que o profissional participe do My PRINCE2 em até três meses após a aprovação no exame e permaneça inscrito pelo período de três anos renovando a assinatura a cada ano, além de manter o crachá digital PRINCE2, que será concedido como parte do My PRINCE2 pelo período de três anos. Para isso o profissional precisará registrar 20 pontos de Continuing Professional Development (CPD) a cada ano, nas categorias prescritas.

Para obter a certificação, deve-se realizar um exame que pode ser vinculado a uma unidade de treinamento - Accredited Training Organization (ATO) - que será aplicado ao final do treinamento para a certificação. A outra possibilidade é aplicação do exame de forma particular pelo próprio profissional.

As certificações do PMI e a PRINCE2 são as mais reconhecidas no mercado internacional, porém existem outras certificações que podem ser avaliadas pelo profissional que deseja aplicar para um exame de obtenção.

Certificação MPM

A AMERICAN ACADEMY OF PROJECT MANAGEMENT (AAPM) emite o MPM® Master Project Manager - Certificação do Conselho Internacional de Gerenciamento de Projetos. Para certificação, o profissional deve comprovar ao menos 3 anos de experiência em gerenciamento de projetos. A certificação possui validade de 2 anos.

Certificação IAPM

O International Association of Project Managers (IAPM) é uma associação global que promove qualidade e conhecimento em gerenciamento de projetos. O seu principal objetivo é fornecer suporte ideal aos gerentes de projeto. Para tal, a associação desenvolve diretrizes para o gerenciamento de projetos, além de revisar e aprovar as competências de gerenciamento de projetos.

São verificados diferentes níveis para a certificação para a metodologia tradicional e para a metodologia ágil:

  • • Junior Project Manager (IAPM);
  • • Project Manager (IAPM);
  • • Senior Project Manager (IAPM);
  • • Junior Agile Project Manager (IAPM);
  • • Agile Project Manager (IAPM);
  • • Senior Agile Project Manager (IAPM).

O certificado de Gerente Sênior de Projetos (IAPM) e o Gerente Sênior de Projetos Ágil (IAPM) confirmam o conhecimento teórico de gerenciamento de projetos, além de pelo menos 5 anos de experiência profissional em gerenciamento de projetos, sendo esse um requisito para o exame de qualificação.

O exame de certificação IAPM é realizado online e o candidato deve fornecer uma declaração confirmando que nenhum auxílio para exame será usado. O exame é neutro e objetivo, porque nenhum fator humano está envolvido no processo de avaliação. Os candidatos podem enviar o exame um número limitado de vezes - dependendo do nível de certificação.

Dentre todas as possibilidades de certificação para o profissional com bastante experiência em gerenciamento de projetos, bem como para aqueles que estão iniciando sua carreira na área, verifica-se que é possível obter um certificado seja ele de uma certificadora com renome internacional, seja de uma instituição menos conhecida.

A grande diferença entre essas certificações mais conhecidas e as mais locais, além das próprias metodologias desenvolvidas por essa instituição, é o valor da certificação. As certificações do PMI possuem valores que variam dependendo do tipo de certificação. Para a PMP, a certificação mais procurada, o valor varia de US$405,00 (para membros da associação) a US$555,00 (para não membros), mas outras podem ter um valor mais alto, US$ 800,00 (para membros da associação) a US$ 1000,00 (para não membros). Já a certificação PRINCE2, possui valores diferentes para cada nível: Foundation – £165.00 (US$ 201,82), PRINCE2 Practitioner – £275.00 (US$ 336,37), Ambos PRINCE2 Foundation + Practitioner – £440.00 (US$ 538,19).

No Brasil, a certificação mais solicitada pelas empresas e mais procurada ainda é a PMP, do PMI, porém, internacionalmente, a PRINCE2 é que possui maior número de profissionais certificados e a mais reconhecida.

Referência:

AXELOS, PRINCE2® Project Management Certifications. Disponível em: https://www.axelos.com/certifications/prince2

AAPM, MPM ® Master Project Manager - International Project Management Board Certification. Disponível em: http://projectmanagementcertification.org/masterprojectmanager.html

IAPM, Certification. Disponível em: https://www.iapm.net/en/start/